comentários mais valorados 24 horas

Três marinheiros mortos e dous desaparecidos ao emborcar um pesqueiro galego no Cantábrico

  1. (-)  Em relação:
    chuza.gl/story/falece-marineiro-tras-afundirse-preto-da-costa-das-mariu
    chuza.gl/story/dois-mortos-seis-desaparecidos-em-naufragio-pesqueiro-ps
    chuza.gl/story/tres-mortos-dous-desaparecidos-ao-chocar-pesqueiro-merca

    Não me parece normal a cantidade de acidentes mortais no mar que estamos a sofrer em 2014.
    #1 votos: 3, karma: 70 + infolink
    fai 9 horas 7 minutos por beto

Acrunha, 22 de Abril: "Mesa Redonda, Eleccións Europeas"

  1. (-)  No caso de Vila-velha foi a militância do PT, co respaldo da vizinhança, quem trabalhou na erradicação desse problema. Nos últimos tempos conta co apoio da Rede galega de coletivos em contra da minaria destrutiva (ContraMINAcción) onde há alguma associação ecologista. Suponho que a idéia não é "fazer exatamente o mesmo" senão cooperarem. Ademais é muito normal compaginar militâncias políticas com pertença a associações ecologistas, culturais, etc. Pronto. Para a insinuação de que o PT não é "eficaz" não tenho resposta, suponho que depende da pessoa que leve a cabo cada trabalho, como em cualquer associação... No caso de Vila-velha as denúncias apresentadas sim foram eficazes. Não tenho tempo nem informação para afondar mais neste assunto. Um saúdo!
    #30 votos: 2, karma: 54 + infolink
    fai 15 horas 24 minutos por beto
  1. (-)  Eu opino que o Partido da Terra sim está pela democracia direta e a autogestão... mais não só. Ponto e aparte.
    E tenho registro de que onde estão trabalham a nível local... o que não quita que tenham os seus passatempos cibernéticos e eleitorais. Ponto final.
    #10 votos: 2, karma: 54 + infolink
    fai 16 horas 16 minutos por beto
  1. (-)  Sei, o "ponto final" ficou muito como de pretensioso-possuidor-da-verdade-absoluta {grin} Às vezes preocupo-me em se dou essa sensação, ou sou demasiado autocrítico?
    E o trabalho de campo que lhes conheço a militantes do PT, além da propaganda política, é o de várias produtivas iniciativas vizinhais e legais contra projetos mineiros perigosos para pessoas, ambiente ou património (é o caso da mina de Vila-velha que esteve a danar a Cova de Eirós, única na Galiza).
    #22 votos: 2, karma: 54 + infolink
    fai 15 horas 50 minutos por beto
  1. (-)  O lusismo favorece muito. Há personalidades que se expressam como vontade de correçom lingüística, pureza e perfeccionismo. É normal que o lusismo seja o seu ambiente. Pode chegar ao transtorno e é melhor conhecer para evitar. Cuidem-se-me lusistas.
    #28 votos: 2, karma: 54 + infolink
    fai 15 horas 39 minutos por gelo

Feminismo ao serviço do neoliberalismo

  1. (-)  Pois tu!! {lol}

    Edito: “El primer mandamiento socialdemócrata para una mujer es este: debes limpiarte tu propia basura” (obviamente esto es aplicable también a los hombres). En una casa normal si todos asumen su parte (también los hijos) este trabajo se resolverá con un esfuerzo razonable

    Eu nom sou superfã da Gimeno mas aí leva razom.
    #18 votos: 2, karma: 52 + infolink
    fai 16 horas 19 minutos por gelo
  1. (-)  E quem che limpa a casa? Que é o que a mim me interessa... {wink}
    #17 votos: 2, karma: 51 + infolink
    fai 16 horas 19 minutos por Demina

Acrunha, 22 de Abril: "Mesa Redonda, Eleccións Europeas"

  1. (-)  O lusismo acho que é do mais variado e rico quanto a pensamento e atitudes dos seus defesores. Nele há anarquistas, independentistas, comunistas, neoliberais, social-democratas, centristas, autonomistas, .... até neonazistas. Também há pessoas muito ativas, outras menos, outras que são «reintegracinistas» ou reitegratas platônicos (defendem a ideia mas não a praticam), etc.

    Sobre o «seitarismo do PT» (que é por onde ias), acho que é o partido mais transversal e variado, e no que mais se debate internamente de tudos quantos há no país. É o ponto de encontro sobre umas bases mínimas de gente do mais variado pensamento. Isso enriquece, e esses debates constantes obrigam a tirar conclussões e a evoluir. As nossas ideias nascem desse processo, não são premissas apriorísticas.

    De feito, ainda que para a maioria esta é a nossa primeira militância, temos gente vinda desde o BNG, Nós-UP, Coalición Galega, TeGa, partidos ecologistas, coletivos anarquistas, etc. Infelizmente não temos ex-militantes do PP-PSOE, mas tempo ao tempo, {grin} {grin} {grin}

    O verdadeiramente interessante é que não há pensamento único, e todos apreendemos mais das pessoas que pensam diferente do que das que pensam como nós. Nos primeiros meses, eu pensei que nos íamos matar a hóstias ante a diversidade de visões, mas fomos capaces de irmos alcançando contiuamente consensos e irmos criando uma dinâmica interna muito interessante. O segredo não está nas nossas ideias, senão nos nossos métodos. E nas atitudes, onde temos uma muito importante: uma crítica não é um ataque.

    O resultado é que muitas cabeças pensando de jeito diferente pensam mais que uma só, por muito genial que fosse, e os constantes debates obrigam a aprofundar nas problemáticas. Isso dá os seus frutos, que é basicamente um pensamento radical em vez do habitual pensamento superficial.

    Que esse radicalismo seja difícil de digerir polas pessoas habituadas aos dogmas do circo político profissional, pois até é totalmente lógico. Mas para isso estamos aqui a debater, não é?
    #59 votos: 2, karma: 50 + infolink
    fai 11 horas 32 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  e se o entramado esse nom dura mais dum ano,terá que ver todo o trabalho de denuncia feito polo Partido da Terra de Vila Velha?.
    #38 votos: 2, karma: 50 + infolink
    fai 13 horas 30 minutos por cascabulho
  1. (-)  eu o que lhe podo dizer é que foi precisamente Marcos Celeiro e as suas"prédicas religiosas na internet"as que me achegarom mais informaçom sobre a barbaridade da Cova de Eirós e os filhos de puta de cementos cosmos.
    #32 votos: 2, karma: 48 + infolink
    fai 15 horas 3 minutos por cascabulho

Feminismo ao serviço do neoliberalismo

  1. (-)  Falando de Gimeno: La única respuesta a la pregunta de “¿quién limpia la casa de la limpiadora?” y “¿quién cuida a las criaturas de la cuidadora?” es que todo el mundo tenga acceso a las soluciones públicas respecto al trabajo de reproducción y cuidado imprescindible y que la doble jornada como tal, como doble jornada extenuante, no exista.

    chuza.gl/c/92331
    #9 votos: 2, karma: 48 + infolink
    fai 16 horas 50 minutos por gelo
  1. (-)  Ouça, o feminismo não é um partido político monocórdio... E há muitas teorias feministas, não só a da Diferença. Faz tão pouco sentido essa generalização que não penso entrar na discussão, desculpe!

    #6 {lol} A ver, cá não se está a inventar a roda, mas há grupos de mulheres a experimentar novos feminismos e adapta-los à Terra... Ontem estivem na casa de 4 amigas galego-portuguesas, 5 desde anteontem, que estão a exercer a co-maternidade neo-rural {smiley}
    #8 Sim, referia-me ao mapa local dos feminismos galegos, ou ao pouco que eu conheço. No tocante à cooperação internacional coido que a questão está mais institucionalizada mas para sermos justos, no caso das ONGD com mais sensibilidade como é o caso de Implicadas, tamém leva muitos anos em contínua avaliação interna na procura da desambiguação.
    #13 votos: 2, karma: 48 + infolink
    fai 16 horas 34 minutos por beto

Acrunha, 22 de Abril: "Mesa Redonda, Eleccións Europeas"

  1. (-)  Bem, é tão fácil como que respostes esta pergunta: qual destes dous modelos defendes tu?
    fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net
    #57 votos: 2, karma: 47 + infolink
    fai 12 horas 12 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  Pois a mim parece-me genial que o Marcos vaia representar o PT nos salões do Circo, a Sociedade mais querida dos meus devanceiros...

    Ernesto
    #25 votos: 2, karma: 47 + infolink
    fai 15 horas 44 minutos por Ernesto
  1. (-)  Onde ouvi eu isso antes ??
    #37 votos: 2, karma: 47 + infolink
    fai 14 horas 20 minutos por Ernesto

Na USC, o galego internacional já supera o regional em número de teses de doutoramento

  1. (-)  Lógico, e dentro de nada o RAG será a lembrança dum pesadelo

    Beijos Helena
    #1 votos: 1, karma: 39 + infolink
    fai 15 horas 33 minutos por helena

Acrunha, 22 de Abril: "Mesa Redonda, Eleccións Europeas"

  1. (-)  Acrunha? {shocked} Preciso dun científico que me explique este novo hashtag.
    #66 votos: 1, karma: 39 + infolink
    fai 16 minutos por Vixia
  1. (-)  Vejo que ou não leu, ou não entendeu o ideário nem a conformação dos PTs:

    1.- os PTs são uma mancomunidade de formações políticas locais completamente soberanas que podem decidir livre e individualmente todas as questões que lhes competam.

    2.- logo, conceitos como "traição" e cousas do estilo são próprias de mentes doentes de gregarismo, nazi-fascismo étnico ou estalinismo social... e isso não cabe nos PTs. {wink}

    3.- se o Marcos Celeiro não vai representando a Vila Velha é por dous motivos

    a) não ostenta qualquer mandado popular da comunidade de vizinhos de Vila Velha para o fazer...

    b) não é a comunidade de Vila Velha a que foi convidada à Mesa Redonda, logo ...

    mais uma vez:

    vá queixar-se direitinho aos organizadores, ho!!

    {wink}
    #5 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 17 horas 26 minutos por Ambolo
  1. (-)  Bem, por alusões (o diabólico Marcos Celeiro sou eu), vou contestar este feixe de estupideces. Em primeiro lugar, após da reforma dos seus estatutos, o PT não tem «Diretiva», nem «Assembleia Nacional», nem «Comité Central», nem qualquer outra cúpula, portanto não existem nem cargos nem líderes. Com o «Conselho Executivo» também eliminamos o «Conselho de Garantias» e o «Conselho de Contas» que inicialmente tínhamos seguindo um esquema de partido tradicional. Agora somos totalmente horizontais e assembleares. As responsabilidades são flexíveis e rotatórias. O PT é agora uma mancomunidade de PTs locais (de paróquia ou bairro) e de Pts comarcais, como confederação dos citados PT locais. O PT tem o seu organigrama interno de baixo para acima. Cada PT local ou comarcal elege assemblearmente um representante, que não é permanente, podendo ser revogável em qualquer momento e que não tem qualquer poder de decisão, pois atua por imperativo da assembleia que representa.

    Este é um organigrama interno que ensaia o modelo político que propomos, mas «interno» significa para os militantes do PT.

    Que eu saiba, à mesa redonda do 22 de Abril vai um militante do PT, representando o PT (mancomunidade) que é quem foi convidado, não um PT comarcal nem um PT local. Foi convidado UM PARTIDO, não a CIDADANIA DUM ÂMBITO TERRITORIAL, infelizmente. Oxalá Equo tivesse convidado aos vizinhos da tua paróquia, ou da minha. Acho que não é muito difícil diferenciar entre partido (grupo concreto de pessoas) e comunidade (âmbito social). Mas o que acontece é que já não sabes por onde atacar.

    Também poderiam ter convidado uma associação, uma comunidade de montes, um sindicato, uma equipa de futebol gaélico ou uma banda de rock, mas curiosamente, convidaram um partido, para o qual é preciso um representante que fale em nome desse partido.

    No PT temos os nossos mecanismos internos de tomada de decissões, que aliás, são assembleares. E curiosamente, elegeu-se para ir a essa mesa redonda uma pessoa de perto da Crunha que não era eu. Mas finalmente essa pessoa não pode ir, assim que vou eu na sua substituição.

    Assim de simples, em base a uma eleição assemblear interna entre a militância disponível, não em função de qualquer cargo ou liderato.
    #39 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 13 horas 13 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  Também AGE, BNG, e CxG podiam dizer «ou convidais à totalidade da nossa militância ou não vamosm ninguém»! {grin}
    #40 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 13 horas 11 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  Eu também milito em várias associações. Se queres até dou os nomes: Assoc. de vizinhos Monte Caldeirom, Assoc. Socio-Cultural O Iríbio, Assc. Valongo, Guifi.net, ADEGA, AGAL, Pró-AGLP, VdN,..

    Nenhuma delas se apresenta às eleições. {grin}
    #55 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 12 horas 19 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  Acho que não consegues diferenciar entre democracia direta e democracia representativa. Se calhar para ti uma Galiza funcionando em democracia direta é juntar numa assembleia a todos os seus habitantes... A sério não consegues enxergar o que é um representante sem qualquer poder de decisão que atua por imperativo assemblear, sendo a assembleia quem decide?
    #41 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 13 horas 7 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  Demina, estás mal informado/a, Cementos Cosmos é uma empresa que pertence, como Calfensa, Prebretong, e outras, ao grupo Cimpor, que à sua vez pertence a Votorantim, que é a segunda cimenteira mais grande do mundo, sendo só o cimento uma das suas partes, pois também é uma multinacional metalírgica, madeireira, grupo financeiro de inersão, etc. Não creio que num ano entre em falência. Oxalá.
    #42 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 13 horas por MarkinhosGZ
  1. (-)  O PT não é uma organização ecologista, senão uma plataforma política de pessoas que, cousas da vida, andam envoltas em muitas lutas e militam em muitas outras organizações de todos os âmbitos.

    O PT não tem «organizações satélites» como tenhem outros BNG (CIG, FRUGA, ADEGA, ORGAMMCC, Comités, Galiza Nova,...) ou Nós-UP (Agir, Ceivar, ...). Acho que sabe colaborar com todas sem pretensões de instrumentalizá-las, como fazem outros.

    O PT fornece informação, trabalho e apoio a qualquer organização com a que compartilhe objetivos, mas mantendo a mais absoluta independência. Por exemplo, no tema de Corcoesto (quando nem sequer existia ContraMINAcción) 16 militantes do PT elaboraram alegações que deram aos coletivos para que as utilizassem como consideraram oportuno, modificando nelas quanto quiseram, sem pedir nada em troca, só polo bem comum e polo espírito de colaboração com qualquer coletivo.

    O PT não pretende ocupar o espaço dessas organizações, ao contrário, todos os seus esforços são para mobilizar a sociedade civil para que se auto-organize. Para que o PT não tenha sentido, e se possa dissolver.

    A eficácia do PT está no fomento dessa mobilização, na apertura de debates na sociedade, na divulgação e crítica dos problemas, na formulação de propostas para as soluções, etc. Mas o PT não vai arranjar a vida de ninguém, não somos messias salvíficos, o que diz o PT é que tu tens que mover o cu e exercer a tua soberania, nós só podemos dar ferramentas para que tu faças isso, mas não o vamos fazer por ti.
    #47 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 12 horas 46 minutos por MarkinhosGZ
  1. (-)  A Mesa Redonda terá lugar em:

    Círculo de Artesãos, Rua Santo André 36, Acrunha
    #1 votos: 1, karma: 38 + infolink
    fai 17 horas 55 minutos por Ambolo

Chuza