16votos

Corenta propostas contra o feísmo

“Somos depredadores da paisaxe” sinala Carlos, quen diferenza varios tipos de agresións. Por un lado estarían as agresións directas contra o patrimonio e a paisaxe, por outro as “chapuzas” e outro tipo cada vez máis en auxe: os esqueletos arquitectónicos, edificios sen rematar tras a burbulla inmobiliaria. Sinala tamén que na meirande parte dos casos non se trata dun problema económico, xa que hai programas de axudas, senón máis ben de algo cultural. “Herdamos un paraíso e estamos a estragalo”.

 sem comentários em: Cultura, Estudos karma: 106
23votos

A lagoa da Antela ou lago Beón na Limia imagem

O enquellamento para desauga-la Antela debérono levar a cabo os romanos, polo primeiro terzo do século segundo, no mandato do emperador Adriano. Con iso comezou un boom cerealeiro que lle ía deixar sona, á Limia, de farturenta. Daquela crearíase esa especie, que chegou ós nosos días, de la Limia, granero de Galicia, que todos temos lido nalgures. Pero o alcuño que primeiro se deu foi o de Palla Áurea, que leva deica a Idade Media. Conde-Valvís escribía que o enquellamento feito polos romanos se faría entre o ano 117 e o 138 de X. C.”

 sem comentários em: Cultura, Estudos karma: 100
13votos

Terras do Narla (in territorio Nallare)

Na documentación medieval atópanse as formas “Nalare, Nallare, Nalar, Nallarensis, Nalara, Nallarense…”. Facendo un percorrido histórico, damos por vez primeira documentalmente co Comitatus Nallarensis, en tempos da dominación sueva; concretamente nas actas dos Concilios de Lugo (569) e no II de Brácara, Braga, (572), actas ás que se lles incorporou o Parrochiale suevum – organización do territorio-- no que, dentro do reparto territorial da diocese lucense, cítase ao Comitatus Nallarensis

13votos

Pessoas que dizem palavrões são mais honestas e de confiança

Umha pesquisa dos Estados Unidos na área de psicologia humana revela que pessoas que usam alguns palavrões na sua linguagem podem ser mais honestas e confiáveis.

 3 comentários em: Cultura, Estudos karma: 107
10votos

Marilene Campos: 'Nem Leviatã, nem privatização: novos desenvolvimentos para a teoria dos recursos comuns' (pdf)

Paira sobre os recursos naturais e o seu consumo coletivo uma perspectiva competitiva e dramática que preocupa aos teóricos da ação, ou seja, a própria destruição destes recursos. Segundo o tratamento clássico, as teorias da ação coletiva ressaltam duas alternativas extremas à catástrofe da degradação total: a estatalista, traduzida na força coercitiva do Leviatã e a privatista, que constitui na repartição dos recursos e em sua posse por atores privados. Aliás, uma gama muito diversificada de bens de consumo coletivo apresenta igual destino.

12votos

'Montes, vacas y procomún. Polifonía de escritos' (pdf ESP)

A polifonia de escritos "Montes, Vacas y Procomún" é uma obra derivada daquele Login de gestão do pró-comum rural na Galiza que tivo lugar na comarca das Marinhas, com o objetivo de achegar-se, debater, pensar, observar e desfrutar as diferentes formas de entender e fazer o pró-comum, e é o resultado da convocatória aos participantes daquele encontro. Trata-se duma polifonia que se lê, criada a partir das contribuições de 18 autores que, de posições diferentes, vão transitando de textos mais académicos para outros mais fictícios.

 14 comentários em: Cultura, Estudos karma: 121
12votos

Pessoas preconceituosas morrem mais cedo

Durante os 20 anos, mais de 4 mil entrevistados morreram. E o risco era maior entre os homofóbicos. Os não preconceituosos viviam, em média, 2 anos e meio a mais que os outros. O estudo não investigou por que motivo os homofóbicos morrem mais cedo. Mas suspeita-se que seja pela mesma razão que, segundo outra pesquisa, as pessoas racistas também correm mais riscos de morrer. É culpa do stress: o nível de cortisol aumenta quando elas interagem com negros.Pela sua vida é bom livrar-se logo de preconceitos

 2 comentários em: Cultura, Estudos karma: 109
11votos

"Os contos de Joselín. Primeiros documentos sonoros do teatro galego (1929-54)", o título do libro-CD d'aCentral Folque

Joselín foi o primeiro contador gravado na Galiza cun humor propio que logo seguiron O Xestal ou Farruco da creación dun personaxe galegueiro e único que noutros paíss non entenderían. Con gravacións descubertas e editadas polo investigador Ramón Pinheiro, de aCentral Folque, e un estudo da profesora da Universidade da Coruña, Laura Tato, o proxecto busca recuperar a singular figura dun contador único que chegou a ser popular a través da radio tamén na Arxentina.

 sem comentários em: Cultura, Estudos karma: 116
20votos

Os insultos en galego

De abázcaro a zorro, estudo lingüístico dos insultos en galego que serviu como tese de doutoramento de Paulino Francisco Novo Folgueira. Enlace para descarga.

 1 comentários em: Cultura, Estudos karma: 110
15votos

O clítoris e os seus segredos (Lameiras, Carrera e Rodríguez, 2013)

O objetivo desta guia didática, premiada pela Universidade de Vigo, é aproximar a mocidade ao conhecimento da sexualidade das mulheres, no marco dum modelo de educação sexual integrador que, ademais de superar as limitações dum modelo de riscos, se orienta à promoção da sexualidade nas suas dimensões de identidade e prazer.

 2 comentários em: Cultura, Estudos karma: 108
16votos

Agroman no Vicedo presuntos restos viquingos por mor dos últimos temporais [cas]

A forte ondaxe fai agromar a carón dunha fortificación sen catalogar, 2 áncoras de pedra e lastres de silex, que os barcos, que aportaban baleiros, usaban para equilibrar o peso durante a viaxe. Localízanse na praia de San Román, ao pé do promontorio dos Moutillós, un misterioso lugar arqueolóxico sen pescudar aínda, que se compara cun tipo de fortificación normanda do norte da Europa coñecida como, motte & bailey (noiro/támara e patiño). Unha áncora é dun tipo descoñecida na Idade Media da Galiza, e pesa 127 kg. A outra 66 Kg.

 4 comentários em: Cultura, Estudos karma: 116
13votos

Nas redes sociais, a influência de cada um vai muito além do que se pensava

Uma equipa de cientistas portugueses mostrou que, nas redes online como o Facebook ou o Twitter, a influência das opiniões e atitudes dos utilizadores se faz sentir até aos amigos dos amigos dos seus amigos. Da mesma forma que o bater de asas de uma borboleta em Nova Iorque pode desencadear uma tempestade em Tóquio, as opiniões que estamos constantemente a proclamar perante os nossos amigos nas redes sociais online podem repercutir-se, sem nunca o virmos a saber, nos comportamentos e opiniões de muitas pessoas que não conhecemos nem nunca...

 sem comentários em: Cultura, Estudos karma: 105
13votos

Às 19h37 de sábado é quando mais pessoas fazem o amor

De acordo com o estudo, o dia da semana é o mais popular para a prática do sexo, eleito por 44% dos casais, seguido pelo domingo, que recebeu 24% dos votos, e das sextas-feiras, com 22%. O momento de mais excitação, no entanto, acontece de madrugada, às 4h33 do sábado. Um quarto das pessoas acorda com desejo sexual, mas apenas 10% realizam a vontade por causa das pressões de trabalho. Segundo o estudo, poucas pessoas agem espontaneamente quando se trata de sexo.

12votos

Galería de Google Maps

Google acaba de abrir un novo portal no que comenzou a compartir mapas criados por distintos gobernos e organizacións non gubernamentais.

8votos

Emagrecer pode acabar com o seu namoro

Um estudo feito por professores das universidades Estadual da Carolina do Norte e do Texas descobriu que emagrecer pode distanciar o casal. Mas só se um deles se recusar a seguir o mesmo caminho do parceiro. Pelo menos foi assim com os 21 casais entrevistados pelos pesquisadores. Em todos os casos, um dos parceiros havia decidido começar uma vida mais saudável, com mudanças na alimentação e exercícios físicos. Em menos de dois anos, em média, esse pessoal emagreceu 13 quilos.

 1 comentários em: Cultura, Estudos karma: 88
« anterior12345...12» seguinte

Chuza