9votadas

Zumbi, o grito forte de Palmares

O líder do quilombo de Palmares tornou-se referência para os negros no Brasil. O guerreiro entrou para a história como o último líder do maior foco de resistência negra à escravidão no Brasil, no s.XVII. Em fevereiro de 1685, uma carta quase inacreditável cruzou o Atlântico e chegou a Pernambuco. Estava assinada simplesmente “Rei”. O texto dizia: “Eu El-Rei faço saber a vós Capitão Zumbi dos Palmares que hei por bem perdoar-vos de todos os excessos que haveis praticado (...), e que assim o faço por entender que vossa rebeldia teve razão [...]”.

 sen comentarios en: Cultura, Historia karma: 102
19votadas

Máquinas pesadas producen danos nunha área arqueolóxica no Saviñao

As obras iniciadas para o deslinde dos montes comunais de Piñeiró, Cazón e Abuíme, no concello do Saviñao, están poñendo en serio risco varios túmulos megalíticos polo uso de maquinaria pesada en áreas catalogadas como de protección do patrimonio. Foi o alumnado e profesorado da Escola Superior de Conservación de Bens Culturais, no marco dun proxecto didáctico e de investigación sobre o megalitismo galego, os que deron conta desta situación tras unha visita que realizaron o pasado 9 de novembro á área arqueolóxica da Costa do San Antonio.

 sen comentarios en: Cultura, Historia karma: 109
10votadas

Portugal deve pagar indemnizações pela escravatura?

Em Maio, a organização Comunidade das Caraíbas (Caricom) reuniu-se na conferência da Comissão de Compensações/Reparações e incluiu Portugal na lista dos países europeus aos quais querem exigir indemnizações. Chegaram, na altura, a um programa de dez pontos que consideram essenciais para o processo de reparações: passa pelo pedido de desculpas formal, apoio ao repatriamento para África, criação de programas de desenvolvimento para indígenas, criação de instituições culturais, erradicação da iliteracia ou cancelamento das dívidas dos países...

 3 comentarios en: Cultura, Historia karma: 81
10votadas

O racismo na Australia de hai 60 anos... [en] imaxe

Pobladores certos do país foron clasificados polos colonos baixo a Lei de Flora e Fauna

 1 comentarios en: Cultura, Historia karma: 94
15votadas

Localizan un terceiro porto romano no Ulla

Súmase ao das Torres do Oeste e o de Pontecesures. Probablemente vencellado a actividade portuaria, na zona ribeirán do concello de Valga, sobre o río Ulla, no lugar coñecido como Mercado dos Mouros ou Ägro de Xaz. Alí apareceron numerosos restos de época romana, durante as prospeccións levadas a cabo por un equipo de arqueólogos dirixidos por David Fernández Abella. O sitio arqueolóxico é un espazo de 11.500 metros cadrados de forma ovalad sobreelevados sobre o río Ulla. Os arqueólogos realizaron dúas sondaxes...

 2 comentarios en: Cultura, Historia karma: 107
13votadas

Número oficial de colónias europeias ao longo da história imaxe

A Europa tem ganho muito do seu bem-estar através da força de trabalho e recursos de centos se colónias arredor do mundo. Este mapa mostra o número oficial de colónias que as potências imperiais europeias tiveram ao longo da história. Nom surpreende que o Reino Unido (com 115), a França (com 53), Portugal (com 52), e a Espanha (com com 44) sejam as principais potências coloniais, com 264 colónias juntas.

 4 comentarios en: Cultura, Historia karma: 92
10votadas

Al-Diriyah: o lugar onde nasceu uma nação vídeo

Al-Diriyah foi a primeira capital da Arábia Saudita e é, por isso, um símbolo fundamental na história do Reino. Foi aqui que, em 1744, o primeiro chefe da casa Saud juntou forças ao líder religioso Sheikh Muhammad bin Abdulwahab. Um pacto que fundiu política e religião e que transformou Al-Diriyah num centro de poder e conhecimento. Mas em 1818 as forças otomanas sitiaram a cidade, os governantes fugiram e criaram uma nova capital, Riade, e a história da Arábia Saudita deu uma volta de 180 graus.

 1 comentarios en: Cultura, Historia karma: 97
15votadas

Da Guerra Civil na Galiza À Batalha do Cambedo da Raia

Ao raiar do dia 20 de Dezembro de 1946, dez anos e meio depois da sublevação militar fascista contra a República espanhola, a aldeia fronteiriça de Cambedo da Raia, no concelho de Chaves, despertou ao som de tiros e rajadas de metralhadora. Durante a noite, a aldeia tinha sido cercada por um enorme aparato de forças da GNR e da PIDE, inseridas numa operação que decorria em simultâneo noutras cinco aldeias raianas vizinhas e contava com um dispositivo de centenas de elementos da Guardia Civil do outro lado da fronteira...

23votadas

1486 na origem do "auto-ódio" dos/as galegos/as?

1486-2014: 528 anos de "Doma y Castración". Será que vem daí o famoso "auto-ódio" dos/as galegos/as?

 6 comentarios en: Cultura, Historia karma: 83
13votadas

O primeiro ato sexual da História: de lado e com muita dificuldade vídeo

Investigação a fósseis com 380 milhões de anos mostra como os primeiros animais a desenvolverem órgãos sexuais tinham dificuldade em copular. Os corpos fossilizados de peixes de água doce extintos há milhões de anos sugere que os primeiros atos sexuais eram manobras complicadas, com o macho a precisar de se colocar encostado à fêmea de forma a introduzir o seu "pénis" em forma de L entre duas placas genitais no seu corpo. O jornal britânico The Guardian publica uma animação por computador que demonstra os movimentos.

 1 comentarios en: Cultura, Historia karma: 94
23votadas

Galiza no Mapa-Múndi do ‘Rudimentum Novitiorium‘ de Lucas Brandis de 1475

Mapa-Múndi circular de Lucas Brandis de Schass. Publicado em 1475 a partir duma xilogravura no 'Rudimentum Novitiorum' em Lübeck. Neste mapa, a Galiza aparece em destaque na parte inferior limitando com Dácia (centro da Europa) e a Anglia (ilhas británicas). O mapa mostra a sua localização nos confins do ocidente, situada portanto na parte mais ocidental do mundo.

farm4.staticflickr.com

 6 comentarios en: Cultura, Historia karma: 101
25votadas

Mariñeiros que deixaron marca

praza.gal
Os mariñeiros da Guarda posuían un complexo sistema de marcas identificativas, perdido ao longo do século XX.

 3 comentarios en: Cultura, Historia karma: 79
17votadas

A incrível história da descoberta do ébola

Um dos homens que descobriu o ébola fala sobre as parcas condições de segurança que existiam na altura, em meados da década de 1970: "Não tínhamos ideia de que [o vírus] se transmitia através de fluidos corporais". Um dos frascos que continha o vírus chegou mesmo a cair e partiu-se nos pés de um dos investigadores. A nova descoberta, por sua vez, roubaria o nome a um afluente do rio Congo: o Ébola. O surto que vivemos atualmente "não é apenas uma epidemia, é uma catástrofe humanitária", assegura Piot.

23votadas

Como Moçambique viveu a independência

O verão de 1975 viu nascer um país em África: Moçambique. A ex-colónia portuguesa, após a guerra de independência que pôs fim a 500 anos de colonização, tornava-se um Estado soberano.

24votadas

Castro Laboreiro, anos 30: as migrações e o contrabando descritos no livro "Maria dos Tojos"

A dificuldade maior, quanto ao gado, era “conduzir os bois até ao outro lado do ribeiro”, pois se os carabineiros se mostravam complacentes, os guardas-fiscais mostravam-se rigorosos. O tráfico vertia-se em dinheiro e do lucros saíam comissões para os conhecedores da terra que adquiriam os animais aos camponeses da zona e angariavam compradores na fronteira galega depois de passá-los a vau. Contudo, tanto do lado da Galiza, “defronte, na outra margem do ribeiro”, como de Portugal, “a mesma cadeia de montes se abraçava”...

 sen comentarios en: Cultura, Historia karma: 106
« anterior12345...85» seguinte

Chuza